Mais Digital - Artigos

Serra Leoa faz primeira eleição do mundo auditada por blockchain

Serra Leoa faz primeira eleição do mundo auditada por blockchain

O blockchain é a tecnologia que surgiu junto com o bitcoin, mas sua utilidade vai muito além das criptomoedas: as características de segurança permitem que ela seja aproveitada em operações que exigem confiabilidade nos dados, como eleições. Na Serra Leoa, um dos países mais pobres do mundo, os votos dos eleitores foram registrados por meio de blockchain.

A Serra Leoa é o primeiro país a utilizar publicamente o blockchain em eleições. Mas a estreia aconteceu de forma bem limitada: apenas um dos distritos, que serve Freetown, a capital e a cidade mais populosa do país, teve votação baseada na tecnologia. Cada voto era registrado em um blockchain privado, que podia ser acessado apenas por funcionários encarregados de supervisionar as eleições.

Como já explicamos, o blockchain é uma rede que funciona com blocos encadeados muito seguros que sempre carregam um conteúdo junto a uma impressão digital. A sacada aqui é que o bloco posterior vai conter a impressão digital do anterior mais seu próprio conteúdo e, com essas duas informações, gerar sua própria impressão digital. E assim por diante.

Na prática, isso impede (ou torna extremamente difícil) modificar um voto já registrado no meio da cadeia de blocos, porque a prática invalidaria todos os outros votos. Portanto, dependendo da implantação da tecnologia de blockchain, é possível evitar manipulações nas eleições.

O blockchain nas eleições de Serra Leoa foi fornecido pela empresa suíça Agora. O CEO Leonardo Gammar diz à CoinDesk que está em conversações com “múltiplos países na África e na Europa” para oferecer a tecnologia.

Serra Leoa faz primeira eleição do mundo auditada por blockchain

[Veja aqui o artigo completo] – [See here the full post]

Fonte/Source: Tecnoblog

Deixe Seu Comentário