Mais Digital - Artigos

Intel acumula 32 processos judiciais por causa das falhas Meltdown e Spectre

Intel acumula 32 processos judiciais por causa das falhas Meltdown e Spectre

Em janeiro, o mercado de tecnologia foi surpreendido com as falhas Meltdown e Spectre, que permitem vazamento de dados ao explorar brechas em processadores. O Spectre, mais difícil de corrigir, não é restrito aos chips da Intel, mas a empresa é a mais afetada por processos: mais de 30 ações já estão em andamento em tribunais dos Estados Unidos.

A gente já esperava que a Intel fosse o maior alvo na justiça, especialmente por ser a mais afetada pelas vulnerabilidades (os chips da empresa são os únicos sujeitos ao Meltdown) e por ser a maior fabricante de processadores para desktops, notebooks e servidores. Mas um conjunto de fatores fez com que isso acontecesse.

Foto por Ericsson/Flickr

Primeiro, a Intel é processada por acionistas que sustentam que a empresa não respondeu adequadamente às acusações de uso de informações privilegiadas (insider trading). Isso porque o CEO Brian Krzanich vendeu o máximo de ações que podia logo antes de o Meltdown e o Spectre virem à público — e a empresa havia sido informada da gravidade do problema meses antes, em junho de 2017.

Além disso, as correções liberadas pela Intel foram recheadas de problemas. Descobriu-se que elas causavam telas azuis e reinicializações inesperadas em determinados processadores, sem contar a queda no desempenho após a aplicação do patch. A empresa chegou a pedir aos usuários que deixassem de instalar a correção enquanto os bugs não eram resolvidos.

Outros processos argumentam que a Intel violou leis de segurança ao garantir que seus produtos eram seguros para uso, o que se mostrou incorreto depois da revelação do Meltdown e do Spectre, que afetam chips fabricados desde 1995, como mostra o Engadget.

A Intel vem tentando solucionar o problema com versões estáveis de suas correções e um programa que dá recompensas de até US$ 250 mil para pesquisadores que encontrarem falhas de segurança nos processadores. No entanto, parece que a empresa enfrentará o fantasma do Spectre (que só pode ser totalmente corrigido com uma atualização de hardware) por muitos anos.

Intel acumula 32 processos judiciais por causa das falhas Meltdown e Spectre

[Veja aqui o artigo completo] – [See here the full post]

Fonte/Source: Tecnoblog

Deixe Seu Comentário