Mais Digital - Artigos

Brasil está no 51º lugar em qualidade de streaming de vídeo no celular

Brasil está no 51º lugar em qualidade de streaming de vídeo no celular

A OpenSignal divulgou mais um estudo que envolve medições de redes, desta vez relacionado à experiência de streaming de vídeo através do 3G e 4G. A medição ocorreu em 69 países, e o Brasil se encontra no 51º lugar no ranking. Isso não depende apenas da velocidade de internet, envolvendo também a latência e a consistência.

Créditos da imagem: rawpixel/Pixabay

O país que apresentou a melhor experiência de streaming foi a República Checa, que atingiu 68,52 pontos, seguido da Hungria, com 67,89.

O Brasil aparece com 49,84 e se posicionou melhor que países como Chile (47,28) e Estados Unidos (46,84). O país com a pior colocação no ranking foi Filipinas, com 34,98.

A pontuação tem os seguintes critérios: de 0 a 40 pontos, a experiência é considerada ruim; de 40 a 55, é mediana; de 55 a 65, é boa; e de 75 a 100 pontos, é considerada excelente. No entanto, nenhum país atingiu pontuação suficiente para se enquadrar no melhor nível.

O que significam essas notas? A OpenSignal adaptou uma metodologia criada pela União Internacional de Telecomunicações (ITU, na sigla em inglês). Ela leva em conta três critérios principais: o tempo de carregamento antes de o vídeo começar a tocar; a quantidade de engasgos e interrupções durante a reprodução; e o nível de resolução da imagem.

Cada teste baixa vídeos em múltiplas resoluções, acessados de diferentes provedores de conteúdo. Os dados foram obtidos a partir de 8 milhões de dispositivos entre 14 de maio e 11 de agosto, para um total de 87 bilhões de medições.

Streaming de vídeo não depende apenas de 4G rápido

O estudo também mostra uma comparação de velocidade geral de download entre os países — esses números valem para qualquer conteúdo, não apenas para vídeo, no 3G e 4G. Quem ocupou o 1º lugar no pódio é a Coreia do Sul, com velocidade média de 45,58 Mb/s, seguido da Noruega, com 40,25 Mb/s. O Brasil aparece no 45º lugar, com 12 Mb/s.

Você pode se perguntar: mas como um país que tem a melhor velocidade não apresenta a melhor experiência no ranking? A OpenSignal explica que velocidades a partir de 15 Mb/s já começam a nivelar a qualidade do streaming.

Fatores como latência e consistência impactam na hora de determinar a qualidade. A República Checa, que aparece no 1º lugar em experiência é a maior prova disso, já que o país não aparece nem no top 10 de velocidade.

A companhia também justifica a pontuação baixa dos Estados Unidos: por mais que o país apresente uma velocidade média de 16,53 Mb/s, diversas operadoras limitam a velocidade de download para serviços de streaming, reduzindo a resolução do vídeo de HD para SD.

Aos curiosos de plantão, os dados completos do estudo estão disponíveis para consulta no relatório da OpenSignal.

Brasil está no 51º lugar em qualidade de streaming de vídeo no celular

[Veja aqui o artigo completo] – [See here the full post]

Fonte/Source: Tecnoblog

Deixe Seu Comentário