Mais Digital - Artigos

Apagão em fábrica da Samsung afetou 3,5% da produção de memórias NAND

Apagão em fábrica da Samsung afetou 3,5% da produção de memórias NAND

Quando a energia acaba em uma linha de produção, muitas vezes a operação é retomada sem complicações assim que o fornecimento é restabelecido. Mas há situações em que o corte pode simplesmente danificar os produtos que estavam sendo fabricados naquele instante. É o que aconteceu em uma fábrica de memória NAND da Samsung no dia 9.

Samsung - chip NAND

Esse é o tipo de problema que tende a ter consequências mais sérias ou duradoras do que a gente imagina, por um simples motivo: a Samsung é uma das principais fornecedoras de memórias NAND do mercado. Chips do tipo podem equipar SSDs, smartphones, cartões de memória e por aí.

Com duração de meia hora, o apagão teria afetado uma unidade fabril da Samsung na região de Pyeongtaek, na Coreia do Sul. Ali, a companhia produz chips V-NAND, tipo de memória cujas células são posicionadas de modo vertical no chip (3D) e não de maneira horizontal (2D), ou seja, elas ficam “empilhadas”. O foco atual dessa fábrica é a produção de módulos V-NAND com 64 camadas de células.

As circunstâncias que levaram à interrupção do fornecimento não foram esclarecidas, mas não é incomum que falte energia em fábricas com muitas plantas. Geralmente, os fabricantes adotam estratégias eficientes para combater o problema, que incluem geradores de energia ou fornecimento em redundância, mas condições adversas podem fazer isso não ser suficiente às vezes.

Fábrica da Samsung na região de Pyeongtaek

Fábrica da Samsung na região de Pyeongtaek

O aspecto mais preocupante são os danos: fala-se que até 60 mil wafers de memórias podem ter sido irreversivelmente danificados no apagão, quantidade que, de acordo com estimativas, equivale a 11% da produção da Samsung para o mês ou a 3,5% da oferta global de chips NAND.

Talvez não pareça muita coisa, mas essa quantidade pode fazer diferença em um mercado que enfrenta escassez de chips NAND há meses (o mesmo valendo para memórias RAM). Você sabe o que acontece quando a oferta não corresponde à demanda: os preços aumentam. Não surpreende que pessoas estejam comentando em sites especializados que essa história não passa de uma desculpa para preços ainda mais altos.

Teorias conspiratórias à parte, a Samsung sinalizou para a existência de um estoque que vai abastecer o mercado no curto prazo. Além disso, outros fabricantes devem aumentar a produção nas próximas semanas para compensar o déficit. O risco de oscilação nos preços não está descartado, mas analistas estimam que, se isso acontecer, será por pouco tempo.

Com informações: AnandTech, Tom’s Hardware.

Apagão em fábrica da Samsung afetou 3,5% da produção de memórias NAND

[Veja aqui o artigo completo] – [See here the full post]

Fonte/Source: Tecnoblog

Deixe Seu Comentário